Sai Uma Francesinha

Uma francesinha come-se com os amigos. Enquanto se come uma francesinha, fala-se de tudo: cinema, música, gajas, política, paneleirices, coisas sem sentido, anedotas, exposições... É de algumas dessas coisas que aqui se fala, umas mais regionais, outras nem tanto, outras mais culturais, outras ainda mais banais.

quinta-feira, janeiro 12, 2006

Ali Agca libertado

Ali Agca foi libertado, após ter passado 19 anos em prisões italianas e regressado à Turquia, onde foi novamente julgado e condenado, desta vez, a prisão perpétua por outros crimes cometidos anteriormente, nomeadamente um assalto a um banco e o assassínio de um jornalista.
Para quem está a faltar as legendas ao filme, foi o gajo que tentou matar o Papa em 1981, em plena Praça de S. Pedro, com um tiro no abdómen. Este, por milagre de Nossa Senhora (a de Fátima, claro está; conhecem mais alguma?), escapou e dedicou o resto da sua vida, enquanto lúcido, à devoção à Nossa Senhora (a tal...), tendo ainda conseguido dar a boa nova ao mundo, revelando o 3º segredo de Fátima, guardado religiosamente através de uma vida monástica pela Irmã Lúcia.
Mas isso não vem ao caso. O que vem ao caso é que o jovem (agora com 48 anos) Ali Agca, foi libertado com um enorme aparato policial, com direito a recepção entusiasta por muitos populares e a várias mudanças de carros. À saída da prisão, alguém lhe atira flores. Pois é. Flores... O papa não foi, porque, como todos sabemos, já lhe perdoou em tempos, quando o visitou pessoalmente à prisão onde ele estava
detido em Roma. A Nossa Senhora também não tem aparecido...
Isto vem ao caso apenas por uma questão e peço desculpa se ofendi a moral a alguém. Vem ao caso porque na Turquia atiram flores a pessoas que cometem homicídios premeditados e tentativas de homicídio, quando estes são libertados.
Essa mesma Turquia que aspira a pertencer à União Europeia e que a maior parte dos grandes europeus apadrinha.















Sua Santidade em pleno acto de perdão.

2 Comments:

  • At 6:14 da tarde, Blogger atomic.pimpinella said…

    mas... atirar as flores... não quer dizer que seja em sinal de concordância, não é? (ou é?)

     
  • At 10:09 da tarde, Blogger hermenegildo said…

    Não, não quer dizer, obviamente. Embora se visses as imagens de entusiasmo e de ovação com que ele foi brindado à saída da prisão, tivesses outra interpretação (que poeta que estou...).

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home